Seções

Bolsa Santander

Desde 2011 o banco Santander oferece bolsas de estudos na região da Ibero América para alunos de diversas universidades, sendo a UFOP uma delas. Leia mais.

Universidade desce o morro

Em sua quinta edição a Universidade Desce o Morro, UDM, integra os alunos das repúblicas federais (Refop) e particulares (Arrop) com a comunidade ouropretana. Leia mais.

Bolsista rádio UFOP

Está aberta até o próximo domingo (18) uma vaga para bolsista na rádio UFOP. Para participar é necessário enviar o currículo para o email disponível no edital, e, se for aceito, realizar a prova pŕatica. Leia mais.

Mostra de profissões

A UFOP realiza no segundo semestre deste ano a décima Mostra de Profissões. Leia mais.

Sob a proteção do anonimato

Como a página do Spotted, antes lugar de paquera, se tornou uma ferramenta para ofensas.

Hannah Carvalho, Júlia Rezende, Mariana Peron e Pedro Gimenes 

 

Belo Horizonte, sábado de manhã. Francisca*, estudante de jornalismo da Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP), estava na cidade para uma consulta médica. Em casa, sentada ao lado da mãe, viu a captura de tela (printscreen) de uma mensagem no grupo dos alunos que há tempos não tinha tamanha movimentação. Discutiam uma postagem intimidadora que continha uma ameaça publicada no Spotted página do facebook administrada por um grupo de alunos da faculdade que publica mensagens anonimamente enviadas.  A ameaça era dirigida aos alunos e professores do Lampião, jornal laboratório do curso de jornalismo. (mais…)

Anúncios

Matheus Santiago: “A poesia está no meu falar e tudo que eu canto vira ar”

Conciliar a faculdade com projetos pessoais não é fácil, principalmente quando se gosta do que ambos oferecem. O que esperar de duas carreiras que convergem e, talvez, se completem, ao mesmo tempo? Matheus Santiago, 21, conta as dificuldades e alegrias de conciliar seus estudos na universidade com seus trabalhos musicais em uma entrevista coletiva a alunos de jornalismo da UFOP. Ele, que além de estudante de jornalismo, é cantor, compositor e pesquisador na área da comunicação musical, explica sua trajetória, saindo do interior cearense para Fortaleza e então partindo para Mariana, em Minas Gerais, e como sua paixão pela música afetou e ainda afeta sua vida. Matheus fala ainda do seu disco Votu, que significa vento, em tupi-guarani: “O vento é essa presença que toma a gente de uma maneira que vai, leva, traz”. (mais…)

Alunos multitarefas

Lucas Figueiredo Lima

Arrumar a casa, ir para o trabalho, correr para a aula, colocar os estudos e trabalhos em dia e ainda manter a vida social em uma república é algo que está na rotina de praticamente todo aluno da Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP). Porém, até que ponto isso pode ser mentalmente saudável ao longo do semestre? (mais…)

Universidade na mala

Gabriela Barreiro *

Gustavo Gomes, 19, cinco casas. Wallace Vertelo, 19, três casas. Juliana Folhadella, 20, três casas. Três estudantes com algo em comum: a dificuldade de achar um lar nas cidades universitárias. Sair da casa dos pais para estudar pode soar como uma grande aventura e um processo muito divertido. Porém, para muitos jovens, se torna uma experiência um pouco dolorosa, em que os estudantes não conseguem encontrar uma casa para chamar de lar e isso afeta não somente a vida pessoal e emocional, como também o desempenho acadêmico. (mais…)

Tão perto, tão longe

A saga diária de Padre Viegas até a UFOP.

Larissa Gonçalves *

Morar em distrito, longe do barulho da cidade, da correria do dia a dia, do trânsito infernal, nem sempre é tão fácil quanto pensamos. Um lugar tão perto se torna longe às vezes. Diariamente, muitos alunos dos distritos saem de suas casas para estudar em Mariana e enfrentam dificuldades em relação ao transporte coletivo que atende o município. Mariana possui nove distritos, Padre Viegas é um deles. Apesar de estar localizado a aproximadamente 10 km da cidade, essa distância muitas vezes chega a parecer mais longa depois de um dia intenso de muito trabalho e estudo. A demora pode chegar a 6h de espera de um ônibus para outro: 17h o penúltimo ônibus do dia segue para Padre Viegas, se não for possível ir nesse horário, somente às 22h40. Enquanto isso, de carro, esse percurso não ultrapassa 10 minutos. (mais…)

“Muito além de Ufopianos, também somos Escotistas”

Ana Laura Murta

Muitos universitários não acreditam que conseguem, e podem conciliar outra atividade com a graduação. Porém, Ana Carolina Chagas, 19, Paloma Bento, 20, Reginaldo Mota, 21, e Orlando Dutra, 21, estudantes da Universidade Federal de Ouro Preto, não encontram nenhum obstáculo quando o assunto é dividir o tempo entre a UFOP e o escotismo. Esses quatro jovens são universitários, e integram o 8º Grupo de Escoteiros de Ouro Preto. (mais…)

Trabalhar e estudar

Ana Clara Delella*

 

Às 5h50 o despertador de Thais toca e por mais cansada que esteja ela não tem escolha. 6h20 sai de casa, vai até a praça Tiradentes e pega um ônibus até o Morro Santana para chegar antes das 7h no Bar do Baú. Lá, a kombi da Fundação Gorceix leva ela e seus colegas até a sede do Parque Municipal das Andorinhas. Thais Alves tem 21 anos, é estudante de biologia na UFOP, está no sexto período e é bolsista da Fundação Gorceix no Parque das Andorinhas, em Ouro Preto. Mesmo com a rotina cansativa de quem está cursando oito disciplinas, ela tem que cumprir 20h semanais de trabalho. Hoje na UFOP existem muitos casos de alunos que trabalham, uns vendem doces durante o horário das aulas, alguns são bolsistas de projetos de extensão ou setores da UFOP, outros trabalham em empresas de Ouro Preto, Mariana e região. Assim como as formas de trabalho, as necessidades financeiras são diversas. Estamos falando de um ambiente plural, onde encontramos estudantes de diferentes camadas sociais.

(mais…)